Comprar é um hábito vivido pelas pessoas de diferentes maneiras e quando bem usado, ajuda a melhorar a forma como enfrenta as suas obrigações diárias usando as suas aquisições como alavanca. Vamos entender o que é necessário fazer para driblar a alta dos produtos.

Infelizmente, há um desconhecimento coletivo sobre o que pode ou não ser considerado quando realizamos as compras. Um dos dados comprovando a afirmação anterior é do Instituto Akatu ao conseguir dados informando que 76% das pessoas não praticam o consumo consciente.

Ajudando a perpetuar o hábito de compra ser pensado apenas quando o vendedor está presente e falando apenas os lados positivos de uma determinada aquisição. Por isso, não deixe de acompanhar as principais informações que precisa estar presente nas suas decisões de compra.

Mudar os hábitos de consumo traz algum benefício?

Pensar e comprar podem ser verbos que não caminham juntos porque é uma tarefa muito complicada e ninguém nasce sendo o próximo Rick Harrison das compras.

Você pode começar com um simples diário ou uma planilha muito avançada no Excel ou algum programa de celular.

Tudo vai depender de absorver a ferramenta como uma simbiose e usá-la para melhorar a forma como consome.

No longo prazo, os benefícios podem ser sentidos em aspectos como:

  • Alcançar objetivos financeiros que realmente são importantes.
  • Menor impacto na indústria, assim, ela não é forçada a poluir de maneira agressiva como ocorre em alguns casos como vestuário e tecnologia.
  • Menos geração de lixo.

Por que tempo é dinheiro?

No livro, trabalhe 4 horas por semana, o autor exemplifica como podemos ganhar dinheiro trabalhando menos.

Parece impossível, não é mesmo? 

Mas, se você parar de analisar situações como de um simples trabalho como lavar seu próprio carro. Você pode estar perdendo muito mais do que “economizando” aqueles 50 reais do Lava Jato.

Isso tem uma grande razão, os profissionais que são especializados nessa área, farão sem qualquer dificuldade o processo de limpeza, podendo ser entregue em alguns minutos depois da contratação.

Porém, quando você tenta fazer por conta própria, pode perder uma tarde inteira tentando limpar seu carro e mesmo assim não servir de nada, pois não tem os mesmos equipamentos e produtos de limpeza.

Diante deste fato, o preço secreto de uma ida até a Lava Jato é maior de 50 reais, mas uma tarde com a família ou ter um tempo livre para você, sendo assim, além do valor monetário.

Se o seu tempo for caro, o frete sempre será gratuito

O território brasileiro é um dos maiores do mundo quando falamos de nações. Assim, é comum que muitas pessoas moram em localidades onde o preço disponível na internet difere muito do preço dos produtos.

Entretanto, quando colocamos nosso tempo na balança ele pode poderar para lados como o de comprar regionalmente.

Economizando um tempo com o transporte até a sua casa, mas abrindo mão de sair dela e ir até a loja decidir qual produto comprar e como ele será pago.

No caso do frete, as compras online facilitam a vida de todos os lados, no caso do comprador, receber em casa brilha os olhos de quem não quer transformar sua rotina em um sobe e desce de ruas comerciais.

Esperar as promoções ou comprar na hora?

Uma das dúvidas mais comuns dos consumistas está entre o esperar para a compra no presente ou abrir mão desse desejo inicial para comprar em períodos específicos como na Black Friday

Assim, quando falamos em comprar nas promoções, podemos mencionar alguns benefícios como:

  • Ajuda a encontrar motivos racionais para compra e não apenas para situações passageiras.
  • Você pode acompanhar de diversos lugares, inclusive do seu próprio celular em sites como: Buscapé, Skyscanner, Zoom, Já cotei.

Porém, quando falamos em comprar na hora, também traz lados positivos como:

  • Resolve problemas imediatos, liberando seu tempo para evoluir em áreas realmente importantes do seu cotidiano.
  • Adquire conhecimentos e mude sua rotina com muito mais facilidade ao renovar as suas compras pessoais.

Caberá a você decidir quais pontos fazem mais sentido na sua situação atual como consumidor.

É verdade que o barato sai caro?

O preço dos produtos pode dizer muito sobre um produto muito antes de comprá-lo, por isso, é também parte do composto de Marketing por um dos “pais” dessa área chamado Kotler. Assim, muitas empresas podem usar da etiqueta e persuadir você sobre as funcionalidades e os benefícios antes mesmo de passar pelo caixa.

Entretanto, em um mundo globalizado como o nosso, é difícil você ter um produto competitivo e com benefícios surreais em comparação com a concorrência. Justamente porque o acesso à informação e tecnologias para copiar o processo é muito mais simplificado do que a 30 ou 40 anos atrás.

Por isso, antes de comprar pensando no preço, veja o que pode ganhar em comparação a produtos de valores inferiores. Pois, mesmo pagando barato, você consegue atingir o mesmo objetivo e ainda resultar em um saldo positivo na carteira.

O Ás de espadas do comprador

Conversar com outros clientes é uma ação muito comum entre as pessoas com hábitos saudáveis, por isso, não poderíamos deixar de mencionar: 

  • Conhecer de perto o suporte das empresas.
  • Detalhes sobre o produto.
  • Tempo de duração da vida útil de sua aquisição.

Você pode encontrar diversos pensamentos diferentes e opiniões de pessoas que já compraram um determinado bem ou serviço a partir dos seguintes pontos:

  • Plataformas como Reclame Aqui.
  • Grupos de whatsapp.
  • Grupos do Facebook.
  • Páginas das redes sociais da empresa

Entretanto, é preciso sempre considerar que a experiência das outras pessoas não reflete tudo que um produto pode entregar a todos os clientes. Isso porque, cada um tem necessidades e desejos diferentes e podem não estar alinhados de maneira ideal.

Levando a um falso pensamento de ser bom ou ruim, mas na prática não tem nenhuma aderência pessoal.

Conclusão

Consumir está muito além de aproximar o cartão, por isso, você precisa criar bons hábitos para melhorar não só o resultado financeiro no final do mês, mas a saúde mental durante todo nosso processo de compra.

Pois, o pensamento de “depressão pós compra” é bastante comum porque ainda não é natural entre as pessoas cultivar estas ações. Assim, você pode usar os benefícios que aprendeu lendo o texto para criar um futuro mais consciente e ajudar a diminuir a estatística mencionada no primeiro parágrafo.

Agora você tem um papel fundamental de compartilhar a postagem para a maior quantidade de pessoas possível e assim, ajudar na mudança dos hábitos de compra de produtos da população.